Blog do Escritório

Peck Advogados reúne mais de 90 empresas em evento sobre novas regulamentações e privacidade

Dra. Patricia Peck ao lado dos professores Luís Filipe Antunes (POR) e Esteban Elias (CHI)

Mantendo seu pioneirismo na troca e produção de conhecimento, o Patricia Peck Pinheiro Advogados reuniu em São Paulo mais de 90 representantes de empresas para um dia de atualização e comparação das melhores práticas nacionais e internacionais acerca da proteção dos negócios, das relações e dos ativos intangíveis na Sociedade Global Digital. Comemorando também seus 13 anos de atuação, reconhecimento e vanguarda no Direito Digital, o escritório promoveu o  encontro “Transformação Digital: Novos Riscos, Blindagem de Negócios e Compliance, que teve a presença de CEOs, gestores, diretores jurídicos de corporações dos mais variados segmentos, como varejo, financeiro, seguradoras, hospitalar, farmacêutica e automobilística.

O dia começou com a apresentação da pesquisa “Novos Riscos Digitais”, pelo nosso sócio Dr. Leandro Bissoli, que acumula mais de 12 anos de experiência na área. “Ao gerar e salvar novas informações, estamos falando em assumir riscos no ambiente digital. Isso se torna tão desafiador, que demanda a utilização de novas tecnologias para dar conta dessa gestão, como o uso da Inteligência Artificial nas identificações. É o cenário complexo das cidades e das transformações digitais, com um número cada vez maior de dispositivos que estão coletando e transmitindo dados, e que interferem diretamente na privacidade e proteção do cidadãos.”

Na sequência, nossa sócia-fundadora, Dra. Patricia Peck, falou sobre Due Diligence Digital e a importância dos usuários estarem engajados na construção de um ambiente digital sustentável. “Nós buscamos que as máquinas nos protejam de nós mesmos. Por exemplo, na indústria automobilística, os carros inteligentes surgem como uma das revoluções e soluções tecnológicas, já que o maior risco na direção é o humano, pois não segue as regras. Para garantirmos a sustentabilidade na tecnologia, é preciso ser ético, ser transparente, ter governança e estar compliance.”

Um dos destaques foi a participação do Prof. Luis Filipe Antunes, da Universidade do Porto, que apresentou um panorama das novas regulamentações de Proteção de Dados, especificamente sobre as implicações da nova diretiva europeia GDPR (General Data Protection Regulation) e as tendências de anonimização de dados. “Tem situações que é necessário fazer um Privacy Impact Assessment (PIA). Ou seja, o regulamento é particularmente exigente para que as instituições avaliem o impacto na privacidade das pessoas ao fazer determinado tratamento de dados. (…) São exemplos de novas nuances que precisam estar presentes nos contratos.”

O Dr. Esteban Elias, da professor Universidad Central de Chile, a partir da sua atuação na América Latina e Estados Unidos, analisou o aumento das exigências de compliance de Cibersegurança e da responsabilidade executiva do Conselho e dos acionistas. “Estamos em meio a um fenômeno que está gerando os mesmos efeitos econômicos, sociais e culturais que a Revolução Industrial. Nesta realidade digital, presenciamos que ameaças como cibercrimes, ciberataques, ciberespionagem e ciberguerra estão no seu maior nível de eficácia contra oponentes mal preparados e afetam diretamente a gestão das empresas.”

Também tivemos a presença do Dr. Coriolano Almeida (OAB-SP), Dr. Alexandre Zavaglia (Diretor Executivo do Instituto de Direito Público de São Paulo), Antonio Augusto de Almeida Leite (Pancho), Diretor Superintendente da Acrefi, Viviane Sedola, co-fundadora da Kickante, Mauro Melo, CEO do Grupo Credilink, além da realização de mentorias sobre  Compliance ao GDPR.

O evento contou com o apoio das empresas Symantec, Credilink, Latam Airlines, 3M, Staples, Peck Sleiman Edu e Capital Aberto.

A equipe do Patricia Peck Pinheiro Advogados celebra os 13 anos de atuação no Direito Digital