Artigos e Entrevistas

De Olho no Mercado

Daniella_PlayPen

Convidada: Daniella Leonardi, educadora especializada em Psicologia Infantil
e diretora do colégio ECJ/PlayPen, instituição que atua há 16 anos.

1) Os professores da PlayPen utilizam dispositivos tecnológicos como ferramenta pedagógica? Existe alguma forma de controle, orientação ou de incentivo para esse uso?
Daniella: Sim, criamos um departamento de TE (Tecnologia Educacional) para dar todo o suporte aos professores que devem ampliar mais seus conhecimentos. Fizemos um grande investimento em devices como IPADS, laptops, projetores e ainda uma plataforma de aprendizagem virtual para os alunos.

2) Em relação ao uso desses dispositivos pelos alunos no ambiente escolar, há alguma restrição ou limitação de uso? Quais?
Daniella: Sim. Nosso departamento de TI tem todo o controle e bloqueio de links, usuários e serviço de wi-fi dentro do espaço da escola.

3) A mais recente pesquisa do Instituto iStart mostra que o incidente mais comum envolvendo as novas tecnologias nos colégios têm sido cyberbullying (75%). A segurança da informação é um tema explorado em sala de aula? De que maneira?
Daniella: Sim, mas queremos explorar ainda mais projetos que reforcem esse assunto por meio de palestras aos alunos. Durante as aulas de TI no Fundamental 2 os alunos já têm contato com o tema e aprendem formas de se proteger e denunciar caso algo aconteça. Além disso, a equipe pedagógica está sempre muito atenta a fatos que ocorram entre alunos para fazer a mediação e intervenção o quanto antes.

4) Você acha que a inserção das novas tecnologias no ambiente educacional vem modificando a relação entre pais, professores e alunos? De que forma?
Daniella: Sim, absolutamente. A comunidade escolar tem uma possibilidade mas rápida de acessar informações e compartilhar conteúdos por meio da tecnologia. No entanto, é importante não deixarmos de lado contato pessoal, as reuniões de formação com pais e professores.